Blog

Home Office: Saiba quais são os benefícios e como você pode aplicar esse modelo na sua empresa

Entenda tudo o que você precisa saber sobre o home office, descubra quais são as tendências para essa modalidade e como aplicá-la.

Carolina Farah
Updated on

O termo “Home Office” significa, em tradução literal, o trabalho que é realizado de forma remota. Ou seja, é a modalidade na qual o profissional consegue trabalhar de qualquer lugar, por meio do auxílio de tecnologias que permitem a realização das suas atividades.

Capa do blog sobre home office

Após a explosão do Covid-19 em 2020, empresas do mundo todo precisaram pensar em formas de tornar o trabalho possível frente a uma crise inesperada. Foi então que entrou em cena uma nova modalidade que, até então, ainda era pouco utilizada: o home office.

Mas engana-se quem pensa que o trabalho remoto surge apenas de uma necessidade trazida pela pandemia. Com a ascensão das novas gerações de colaboradores – principalmente pertencentes aos Millenials e à Geração Z – a implementação de uma modalidade de trabalho que permite que as atividades sejam realizadas de casa pode trazer diversos benefícios para a sua empresa. 

Por isso, reunimos nesse post tudo o que você precisa saber sobre o Home Office, quais são as suas vantagens, além de dicas de como implementar essa modalidade na sua organização.

Saiba os assuntos que você vai ficar por dentro com esse artigo:

  • O que é o home office?
  • Descubra quais são as 7 tendências para o home office
  • Quais são os benefícios do home office?
  • Os desafios do home office
  • Como aplicar o Home Office em sua empresa?

O que é o Home Office?

O Home Office – também conhecido como trabalho remoto – é uma modalidade que permite que o colaborador realize as suas atividades em qualquer lugar. Por mais que o termo remete a ideia de trabalho em casa, as atividades podem acontecer em diversos lugares, como coworking, cafés e bibliotecas – contanto que o colaborador tenha a tecnologia e espaço adequados para o seu desempenho.

Por mais que tenha sido uma das tendências impulsionadas pela pandemia, nos últimos anos, a demanda pela implementação do home office já vinha crescendo devido às diversas vantagens que ele pode trazer para a produtividade dos colaboradores. 

Segundo uma pesquisa realizada pela Evolking Workforce, 54% dos brasileiros se sentem mais produtivos no regime de home office . 

Os Tipos de Trabalho Remoto

Ainda que seja uma tendência bastante procurada ultimamente, por ser uma modalidade um pouco recente, muitas dúvidas ainda surgem com relação aos diversos tipos de home office.

Por isso, saber distinguir quais são essas diferenças é fundamental para que você faça as melhores escolhas e obtenha resultados alinhados à cultura da sua empresa.

  1. Totalmente Remoto

Durante a modalidade totalmente remota, o colaborador realiza todas as suas atividades por meio do home office. Esse formato acontece, principalmente, em empresas de tecnologia e permite que colaboradores de diversas partes do mundo trabalhem de forma conectada, em uma mesma organização.

  1. Modalidade Híbrida

Já na modalidade híbrida, o colaborador tem a oportunidade de trabalhar tanto em home office, quanto no espaço da sua empresa. O trabalho híbrido possui diversos formatos e a escolha de qual modelo utilizar deve estar de acordo ao perfil da sua organização.

  1. Parcialmente Remoto

Por fim, o modelo parcialmente remoto permite que o colaborador escolha qual formato trabalhar – remoto ou presencial – sem ter, necessariamente, uma rotina pré-estabelecida. Ou seja, é uma forma muito mais flexível e, para que não tenha impactos negativos, é necessário que a cultura e os propósitos da empresa sejam reforçados. 

Descubra quais são as 7 tendências para o trabalho remoto

Uma coisa é a empresa ser forçada a migrar suas equipes para trabalhar de casa. Outra coisa completamente diferente é ter essa cultura como um princípio para qualidade de vida e economia de custos. 

O home office se tornou quase que um padrão para pelo menos 50% dos empregados dos EUA antes mesmo de 2019 e não é exclusividade de StartUps. Empresas grandes e reconhecidas no mercado já estão se adequando nesse novo “estilo” de trabalho de forma não temporária, mas para sempre.

No Brasil, ainda estamos caminhando para ter trabalho remoto (home office) como um padrão cultural ou algo “normal” após a pandemia. Mas é sempre bom compartilhar o que é tendência e inovação ao redor do mundo.

1- As empresas buscam habilidades digitais ainda mais avançadas

Os profissionais especializados em tecnologia vão além da área de desenvolvimento de software. As empresas agora esperam que os funcionários se sintam mais confortáveis ​​com todos os tipos de ferramentas digitais, mesmo para cargos de nível de entrada e mais ainda para colaboradores remotos.

2- Os dias no escritório não deixarão de existir

Uma das reclamações do trabalho remoto é a falta de interação com os colegas de trabalho. Afinal, no modelo totalmente remoto, muita gente se sente sozinha por não ter muito contato presencial com os colegas. Para resolver isso, muitas empresas estão incentivando os membros remotos a adotarem o modelo híbrido, fazendo com que o time se encontre, presencialmente, algumas vezes por semana.

3- A importância da Cibersegurança

Em 2018, muitas empresas de grande porte foram vítimas de ataques cibernéticos. Como você deve saber, algumas empresas como o Facebook, relataram grandes violações de dados. Sendo assim, para o futuro, principalmente com a nova realidade do trabalho remoto, as empresas menores devem reforçar a segurança de TI ainda mais. 

Um bom primeiro passo é desenvolver políticas de segurança unificadas para funcionários internos e remotos; restringir o acesso a dados confidenciais para aqueles que tentam acessá-los a partir de redes Wi-Fi públicas e explorar ferramentas de segurança de última geração.

4 – A confiança é a chave para o sucesso

Uma pesquisa revelou que menos da metade dos profissionais confiam em seu atual empregador (empresa que trabalha), chefe ou até mesmo na própria equipe. A confiança geralmente fica mais complicada para os membros da equipe remota. A promoção de mais transparência e colaboração entre equipes e gerenciamento remotos/internos deve ser a nova norma.

5 – Alterações legislativas que facilitam o home office

As alterações contábeis do FASB/IASB entraram em vigor em 1º de janeiro de 2019 nos EUA, afetando todas as empresas que alugam imóveis comerciais. Como uma estratégia de otimização de custos, as empresas experientes podem optar por usar o trabalho à distância e contratar novos funcionários de forma remota. No Brasil, ficaremos de olho em como a legislação poderá beneficiar uma forma de trabalho mais flexível.

6 – O desenvolvimento de colaboradores 

Você já deve saber que a falta de oportunidades de aprendizado pode ser desgastante e desestimulante para o colaborador e isso se estende para os times que trabalham remotamente. Com isso, a linha de pensamento que engloba elaboração de programas de aprendizado e treinamento tende a crescer entre os empregadores e o Eduployment é uma solução que ajuda a fechar esse gap.

7 – Home office vs. Coworking

O coworking é uma tendência que se tornará cada vez mais comum para o trabalhador remoto. No pós-pandemia, funcionários remotos em viagens, por exemplo, podem finalmente conseguir combinar sua necessidade de um Wi-Fi decente com um tempo na piscina. Uma rede hoteleira (Selina) que mistura suítes sofisticadas com dormitórios no mesmo prédio, além de espaços de coworking, está se expandindo para os EUA e a Europa depois de testarem seu modelo operacional na América Latina e terem sucesso.

Alguns sinais indicam que ainda estamos distantes de atingir o sucesso que é o home office lá fora. As empresas nos setores público e privado reconhecem cada vez mais os benefícios de contratar e manter profissionais remotos. Da mesma forma, as tendências das novas gerações como os Millennials e a Geração Z também levam mais empresas a adotar políticas de trabalho mais flexíveis.

Quais são os benefícios do home office?

O trabalho remoto pode trazer vários benefícios ao colaborador como: menos stress e mais horas de sono, já que não precisa enfrentar o trânsito para chegar ao escritório; autonomia, pois há mais liberdade para gerenciar seus horários e entregas; além da qualidade de vida, uma vez que consegue se alimentar melhor e passar mais tempo com a família.

Já para a empresa, diversas outras vantagens podem ser observadas após a implementação da prática de home office. Confira alguns desses benefícios logo abaixo:

  • Redução da taxa de turnover
  • Fortalecimento do Employer Branding
  • Economia de Recursos
  • Aumento do Engajamento

Os desafios do home office

Por mais que o modelo de home office traga diversos benefícios para a sua organização, alguns desafios podem aparecer ao longo desse caminho e você precisa ficar de olho em formas de como evitá-los.

Alguns desses problemas podem envolver a distração; pois estar em um mesmo ambiente que os familiares pode gerar momentos de dificuldades de concentração nas atividades profissionais; e a carga horária excessiva; visto que muita gente encontra problemas para estipular seus horários e tarefas diárias.

Como aplicar o home office na sua empresa?

É essencial que as empresas e colaboradores reúnam esforços, para que o trabalho remoto seja tão produtivo quanto o presencial. Uma série de ações podem ser tomadas para contribuir nesse aspecto, como:

Guia de boas práticas de home office

Nada melhor do que fortalecer a comunicação interna oferecendo materiais específicos para as equipes sobre como se adaptarem melhor a essa realidade. Foi exatamente essa estratégia foi implantada pela DOT Digital Group — uma das maiores empresas de educação corporativa online do país — para ajudar seus colaboradores a enfrentarem a transição para o home office, adotada em virtude da Covid-19.

Posto de trabalho adequado

Um ponto fundamental para manter a saúde e a produtividade do trabalhador é a ergonomia, que exige um conjunto de cadeira e mesa que permitam uma postura adequada, além de outros itens que trazem mais conforto como suporte de notebook, apoio para os pés, entre outros.

Estabeleça metas

Um time guiado por metas e objetivos é capaz de produzir muito melhor. Por isso, é importante que os colaboradores estejam por dentro dos prazos e focos estabelecidos para suas entregas, para que consigam gerenciar melhor a autonomia oferecida pelo home office.

Cultura do feedback

Em um contexto em que as pessoas estão distantes fisicamente, o feedback se torna ainda mais importante, uma vez que facilita a proximidade entre a equipe. Afinal, um colaborador que sabe do seu desempenho e recebe retorno das suas atividades tem muito mais estímulo para continuar progredindo. Por isso, invista em ferramentas e dinâmicas que ofereçam feedbacks para os seus times de colaboradores.

Ferramentas essenciais

As novas tecnologias estão cada vez mais acessíveis e são as maiores aliadas desse tipo de trabalho que requer, basicamente, um computador e uma boa conexão com a internet. As principais ferramentas utilizadas pela maioria das empresas são:

Slack: para a troca de mensagens, facilitando a comunicação com a equipe.

Trello: para o gerenciamento de projetos. As equipes podem criar quadros com colunas e cards para representar cada atividade.

Google Drive: uma plataforma de armazenamento e compartilhamento em nuvem, que facilita o trabalho em equipe online.

Google Meet: uma ferramenta de videochamadas, para a realização de reuniões, que permite compartilhamento de telas, envio de mensagens e gravação.

Jira: ideal para o acompanhamento de projetos e tarefas, facilitando o planejamento de sprints e distribuição de demandas.

Quer começar hoje? Com a Plooral Hire você consegue realizar entrevistas remotas de dentro da plataforma!

Siga a Plooral nas redes sociais – FacebookLinkedIn e Instagram – para acessar mais conteúdos.