Blog

Descubra quais são as Top 10 habilidades do futuro

Carolina Farah
Updated on

A pandemia do Covid19 apenas acelerou uma questão já discutida há alguns anos por CEOs do mundo todo: a educação tradicional já não traz mais os resultados buscados pelas empresas e os profissionais precisam estar em constante busca por novas habilidades para virar esse jogo. 

Capa do blog post com o título "habilidades do futuro"

Segundo o relatório “The Future of Jobs”, realizado pelo Fórum Econômico Mundial, cerca de 85 milhões de empregos passarão por um processo de deslocamento nos próximos 5 anos. Junto com essas mudanças nas profissões, as habilidades buscadas pelas empresas também mudam e, se você é um profissional que busca destaque no mercado do futuro, nós temos uma notícia: esse futuro já chegou e você precisa estar preparado para essa transformação. 

Quer saber qual é o Top 10 Habilidades para o futuro? Reunimos neste post tudo o que você precisa saber sobre o assunto e como você pode adquirir todas essas skills. Vem conferir!

Saiba os assuntos que você vai ficar por dentro com esse artigo:

  • O futuro das habilidades
  • Upskilling vs. Reskilling
  • Quais são as top 10 habilidades do futuro?
  • O que essas habilidades têm em comum?

O futuro das habilidades

Durante a explosão da pandemia do Covid-19 em 2020, as organizações passaram por um processo de aceleração da digitalização do espaço de trabalho. Em pouco tempo, realidades como o trabalho remoto – antes ainda pouco utilizado – se tornaram rotina para a maioria das organizações. Mas transformações não pararam por aí: com essa nova realidade, mudanças que antes aconteciam em um ritmo muito mais lento, agora acontecem de forma mais acelerada. É o que afirma, inclusive, Satya Nadella, CEO da Microsoft:

“Nós assistimos a dois anos de transformação digital em dois meses”.

Satya Nadella, CEO da Microsoft.

Com o avanço dessas mudanças tecnológicas, a tendência é que cada vez mais as empresas optem por práticas mais digitalizadas e por um maior uso de automações. Da mesma forma, por conta dessas transformações, nos últimos anos, empresas do mundo todo vêm seguindo um movimento de busca por uma mão de obra mais especializada.  

Como a educação tradicional não consegue acompanhar esse ritmo, o resultado é um só: a criação de novos empregos vem diminuindo e a redução de vagas abertas vem atingindo níveis mais altos, o que justifica os grandes aumentos na taxa de desemprego no mundo inteiro. 

A boa notícia é que, ainda segundo a pesquisa “The Future of Jobs”, a revolução dos robôs será responsável pela criação de outros 97 milhões novos empregos nos próximos anos. No entanto, essas vagas terão como requisito as skills buscadas pelas organizações no futuro. O problema é que a maioria dos colaboradores ainda não possuem essas habilidades e a escassez de talentos especializados já é uma dor de cabeça entre os recrutadores.

Ou seja, enquanto os times de RH perdem dias (e às vezes, até semanas) em busca de profissionais qualificados e especializados, os colaboradores também são impactados por não encontrarem a vaga que tanto buscam. Mas a solução para esse “gap de habilidades” pode estar mais próxima do que parece.

Por que o Eduployment resolve essa lacuna de habilidades?

Ainda pouco conhecido ao redor do mundo, o Eduployment é um conceito que tem ganhado força nos últimos anos. O termo é a junção das palavras “Education” (Educação) + “Employment” (Emprego) e, em tradução literal, significa a educação voltada para o emprego.

Para fechar essa lacuna de habilidades, o Eduployment propõe que você pratique o aprendizado ao longo da vida toda – ou que, em outras palavras, se torne um Lifelong Learner – e que o seu processo de educação, desenvolvimento de carreira e do alcance do emprego desejado se tornem coisas completamente integradas.  

A importância de se tornar um Lifelong Learner

O Lifelong Learning é um conceito que está diretamente ligado à ideia de nunca parar de aprender. O profissional que se torna um Lifelong Learner está sempre atualizando as suas competências, alinhado às expectativas do mercado – seja por meio de cursos, vídeos, podcasts, webinars, etc.

Upskilling vs. Skilling

Mas antes de descobrir quais serão as skills do futuro, outros dois termos bem importantes entram em jogo: o Upskilling e o Skilling. Ambos estão ligados à construção de habilidades e são fundamentais para o seu desenvolvimento de carreira. Saiba qual é a diferença entre esses dois conceitos logo abaixo:

Upskilling: 

Em tradução livre, o Upskilling significa o aprimoramento de habilidades. Ou seja, é quando você, enquanto profissional que busca destaque no mercado, decide melhorar as suas skills já existentes por meio de estratégias de qualificação inteligente.

O Upskilling é importante porque, por mais que você tenha um grande número de habilidades e qualificações, com as mudanças no mercado de trabalho, você precisa estar sempre em busca de melhorias e atualizações. Ou seja, é aqui que entra também a ideia de ser um aprendiz para a vida toda – ou um Lifelong Learner.

Reskilling:

Já o Skilling está relacionado com a criação de novas habilidades. Afinal, em meio a tantas mudanças tecnológicas, novas necessidades vão surgindo para as empresas e você precisa estar preparado para isso. Um reskilling pode tanto estar diretamente ligado a uma mudança de carreira ou a uma mudança de cargo ou função é uma carreira já em desenvolvimento há algum tempo.

Quais são as Top 10 Habilidades do Futuro?

Bom, agora que você já sabe da necessidade dos profissionais buscarem novas formas de qualificação que, realmente, fazem sentido para o mercado, chegou a hora de conhecer as Top 10 Habilidades do Futuro. 

Um relatório realizado pela Bureau of Labor Statistics definiu 10 habilidades que estarão em alta nos próximos anos.

Confira logo abaixo quais são:

1 – Solução de Problemas Complexos

2 – Aprendizado Ativo

3- Pensamento Crítico

4- Inteligência Emocional

5- Originalidade

6- Criatividade

7- Gestão de Pessoas

8- Julgamento & Tomada de Decisões

9- Fluência de Ideias 

10- Análise de Contextos

O que essas habilidades têm em comum?

A maioria das habilidades citadas no relatório estão diretamente relacionadas com a capacidade de solução de problemas e de aplicabilidade de boas ideias no contexto das organizações. Algumas skills voltadas a inteligência emocional e pensamento crítico também ganharam destaque na pesquisa. 

Afinal, ainda que você possua uma série de habilidades buscadas pelas empresas, sem o direcionamento e a análise crítica dentro do espaço de trabalho, elas serão em vão. Em outras palavras, o pensamento crítico e a inteligência emocional é o que te trarão a capacidade de gerir e impulsionar todas as outras habilidades.


Outra característica marcante nessa pesquisa foi a presença de skills voltadas à construção de habilidades. Com as mudanças na forma como a qualificação acontece, possuir uma aprendizagem autônoma é fundamental para o seu crescimento profissional Por isso, se tornar, de fato, um Lifelong Learner e criar estratégias para um aprendizado direcionado também são ações essenciais para a sua evolução de carreira.

Gostou do conteúdo? Descubra como a Plooral LX pode te ajudar a alcançar essas habilidades

Siga a Plooral nas redes sociais – FacebookLinkedIn e Instagram – para acessar mais conteúdos.