Blog

Turnover: 6 motivos do aumento da taxa de rotatividade

Carolina Farah
Updated on

Dentro do mundo da gestão, o termo turnover é sinônimo de rotatividade e um importante indicador para entender a qualidade e o sucesso do seu recrutamento e gestão. A taxa é medida através da relação entre contratações e desligamentos com o número total de funcionários.

O aumento do número de turnover exige atenção: uma alta taxa de rotatividade pode significar a dificuldade da empresa para reter talentos e, provavelmente, expressa o descontentamento de funcionários, o que pode levar a perda de talentos que agregam um grande valor e resultado.

Por que o turnover acontece?

Inúmeras situações explicam o que pode levar ao turnover de um colaborador, grande parte está diretamente relacionada à qualidade de vida no trabalho e à satisfação profissional. Confira 6 dos principais motivos do aumento da taxa de rotatividade na empresa.

Falta de metas claras e feedback

Todo funcionário busca, por meio das suas tarefas diárias, agregar valor para a empresa e atingir reconhecimento profissional. Quando o cargo não é bem desenhado para suprir essas expectativas, sem metas claras e com a ausência de um feedback qualificado, o trabalho pode se tornar frustrante para aqueles profissionais que entram buscando significado em suas tarefas.

Ausência de um plano de carreira

Mesmo que você defina metas e realize feedback, quando um profissional não consegue visualizar o seu desenvolvimento a longo prazo dentro de uma organização, dificilmente ele irá conseguir se conectar com os seus objetivos. A tendência é sua migração para um cargo que irá proporcionar mais oportunidades no futuro.

Falta de identificação com a cultura da empresa

Quando o colaborador não se conecta com o propósito das suas atividades, ele se torna mais propenso a buscar novos lugares, tanto por valores pessoais quanto por remuneração ou fatores similares.

Práticas de remuneração

É muito importante que uma empresa eficiente se mantenha atenta à competitividade salarial e a oferta e demanda do mercado em geral. Diferenças salariais muito grandes, externas ou até mesmo internas nos times, podem gerar insatisfação de talentos e até mesmo fazer com que esses profissionais migrem para empresas concorrentes.

Liderança fraca

O supervisor ou gerente imediato tem um papel fundamental na reversão (ou na causa) do turnover. É preciso treinar supervisores para que estes estabeleçam uma relação positiva com os funcionários, demonstrem consideração e apoio em questões relevantes dentro do cargo. Além disso, questões como feedbacks, apoio em relação às dificuldades nas tarefas e socialização interna das equipes também são fatores importantes que influenciam na retenção do talento.

Ambiente de trabalho estressante

Seja por erros de comunicação, conflitos interpessoais ou sobrecarga de trabalho, empresas que não proporcionam um ambiente psicologicamente saudável para os seus funcionários estão destinadas a terem uma alta taxa de rotatividade.

O papel do recrutamento e seleção no turnover

Apesar da maior parte das causas do turnover ocorrer durante a rotina do colaborador na empresa, é importante falar sobre o recrutamento, pois é o momento em que ocorre o alinhamento de expectativas entre contratante e contratado, ambientação com valores, preferências do candidatos e outros fatores que, se não forem apurados corretamente, podem resultar em frustrações e problemas internos futuramente.

É essencial que o “match” entre candidato e empresa seja feito de forma cuidadosa e analítica, para garantir que esse funcionário supra as necessidades do cargo e esteja alinhado com a cultura organizacional na qual ele será inserido.

Quer saber como uma plataforma de Recrutamento e Seleção pode ajudar você nesse processo? Clique aqui e conheça mais sobre essa funcionalidade.